Pular para o conteúdo principal

CAVALOS SÃO EXPLORADOS E MALTRATADOS EM NOGUEIRA - RJ

Ossos saltados a ponto de serem contados; feridas, abertas e ensaguentadas, expostas ao sol e à chuva; há inúmeros carrapatos e as cabeças estão baixas. Este é o retrato de décadas de maus tratos impostos aos cavalos utilizados para passeios no Lago de Nogueira, em Petrópolis.
Moradores da região afirmam que os animais são abandonados e vagam pelas ruas do distrito durante toda a semana, revirando o lixo das casas, já que seus proprietários não os alimentam. Não são raros os acidentes de carro envolvendo cavalos nas estradas do bairro. Todo final de semana, os equinos são submetidos a carregar mais peso do que deveriam e apanham com frequência de seus “cuidadores”.
— Os cavalos estão anêmicos, feridos, com doenças e enfraquecidos. Quando ficam incapazes de carregar pessoas, são abandonados e caem das ribanceiras. Quando os encontramos, a única solução é sacrificá-los. Um cavalo bem tratado pode viver por 40 anos. Os de Nogueira vivem em torno de 15 — alerta a presidente da ONG AnimaVida, Ana Cristina Ribeiro.
Na semana passada, ao perceberem a presença da equipe de reportagem no local, os proprietários do negócio começaram a retirar os animais mais debilitados. Um deles, que chegou ao lago desavisado, deu uma pancada com um pedaço de pau nas patas traseiras de um cavalo, que estava imóvel, amarrado a uma árvore.
Cheios de carrapatos, os animais não estão vermifugados ou vacinados. Passear a cavalo em Nogueira pode custar caro para quem paga pelo serviço: os animais transmitem raiva, verminoses e até a fatal febre maculosa.
— Depois de muita pressão, a prefeitura regularizou os charreteiros do Centro. Eles têm licença, e os cavalos são examinados regularmente. Mas, apesar de já ter pedido várias vezes, o prefeito se recusa a fazer o mesmo em Nogueira — diz Ana Cristina.
Apesar dos flagrantes e das reclamações constantes, a prefeitura se negou a dar uma resposta, informando apenas que iria enviar uma equipe ao local para avaliar o estado dos animais.


Fonte: EXTRA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'A FAZENDA' THIAGO GAGLIASSO VOLTA A BATER NAS CABRAS - OUTRA PUNIÇÃO

Abaixo trechos onde fica explícito o desprezo, o abuso e o desrespeito pelos animais. Olha uma de suas frases:
- não posso te agredir, mas, posso te agredir verbalmente....
No final da votação, debochando, ele se dirige "aos criadores de cabra" pedindo desculpas e avisa que amanhã teria uma reunião com todas elas.
O diretor do programa disse, em entrevista, que agressão aos animais daria expulsão. O que falta além da confissão do tal participante? Será que é porque o Thiago já veio marcado para ganhar por ser cunhado do auditor do referido programa? Quem falou foi ele mesmo, gente!

Fonte: O Grito do Bicho
Voltar ao Blog do Orion de Sá

IGGY POP E KE$HA EM CAMPANHA CONTRA A CAÇA DE FILHOTES DE FOCA

Ke$ha e Iggy Pop decidiram unir forças à PETA, organização que luta pelo tratamento ético aos animais, para impedir o governo canadense de legalizar o comércio internacional de vendas de peles de filhotes de focas.“Dar pauladas (maneira utilizada para sacrificar os animais) em filhotes de focas é doentio e é uma ‘mancha negra’ no Canadá. Não deixe a ganância de alguns manchar a imagem de um país inteiro” declarou o lendário roqueiro. “A matança canadense é bárbara e arcaica” acrescentou a autora de Tik Tok. “Minha música e meus fãs são parte de um movimento entre os jovens que pretendem dominar o mundo com mudanças positivas. Sei que ele irão ajudar a mim e a PETA a banir a matança canadense de focas, para que o único lugar que você veja pele de filhotes seja no museu”. A dupla irá aparecer em cartazes ao lado de imagens dos animais com o slogan “Canada’s club scene sucks” (“O cenário de porretadas canadense não presta” em tradução livre) para promover a ação, como você pode ver nas foto…

ERGONOMIA - CADEIRA DE RODAS PARA CÃES AMIGO

Nir Shalom, um designer industrial israelense, criou esse cadeira de rodas que permite que o cão tenha mais liberdade em seus movimentos, além de mais conforto. Apresentada no mês passado em Milão. A cadeira se encaixa no quadril do cão e permite que ele consiga se deitar, correr e sentar.
Voltar ao Blog do Orion de Sá