Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Casaco de Pele por Tes Dekker

"Casado de Pele" é um projeto de "filme animação" criado pelo jovem artista Tes Dekker da Segolia Filmes. Foi composto por uma equipe de 11 pessoas e confeccionado em Budapeste - Hungria. O intuito desta animação é contextualizar os homens para a perversa realidade dos animais que são escravizados pelas fazendas de peles.
Dekker: "- Pele e crueldade são inseparáveis e intrinsecamente conectados, e eu desejo incentivar as pessoas a perceber o impacto que tem sobre a vida dos seres sencientes, não só os animais que morrem, mas os humanos compassivos que assistem tal barbárie. Quando eu vejo um casaco de pele, que aos meus olhos é um casaco feito de animais mortos costurados sinto um soco no meu estômago e no meu coração simultaneamente ... "

Ativistas encontram 35 carcaças de elefantes em safári de Camarões

Ao menos 35 carcaças de elefantes foram encontradas mutiladas em um popular safári de Camarões, de acordo com o jornal britânico “Daily Mail”. Os animais teriam sido mortos em um único ataque feito por caçadores, que tinham o objetivo de retirar o marfim – apesar do comércio deste material ser proibido no país.
Segundo ambientalistas, desde o início do ano 400 elefantes podem ter sido mortos no Boubandjida National Park. O número é tão alto, que é quase a população total de elefantes da região. Em todo o país, a quantidade de animais desta espécie é inferior a 5 mil e por isso os elefantes são considerados ameaçados de extinção.
Os animais são cortados com motosserras e o marfim retirado é comercializado por até R$ 29 mil no mercado clandestino. Embora as autoridades de Camarões tentem zelar pela segurança dos animais no parque, ativistas temem que qualquer ação seja tarde para salvar rebanhos.

Fonte: G1

Veja as celebridades que usam casaco de pele

Para os defensores dos animais, coelhos, raposas e martas são animais fofos que pertencem à natureza e devem ser protegidos. Para algumas celebridades, no entanto, os bichinhos são a matéria-prima de luxuosos casacos de pele.
Afinal, vale a pena sacrificar cerca de 30 coelhos para fazer uma estola de R$20 mil? Para Danielle Simões, ativista do Move Institute, que defende os direitos dos animais, não.
— A extração de peles é uma prática altamente cruel. Milhares de animais ficam confinados em pequenos espaços para que suas peles sejam arrancadas enquanto estiverem vivos. Em decorrência do estresse, grande parte deles comete canibalismo.
Segundo a ativista, as peles são extraídas de maneira dolorosa.
— Os animais são mortos em geral por asfixiamento, estrangulamento, eletrocussão, envenenamento, inalação de gases ou afogamento.
Sacrificar animais para produzir roupas é desnecessário pois há alternativas sintéticas para todos os tipos de pele.
Veja os famosos que vestem casacos de pele e quais…

Leão-marinho é o primeiro mamífero não humano capaz de seguir o ritmo da música

Um vídeo que mostra um leão-marinho dançando ao som da música “Boogie Wonderland”, da banda Earth, Wind & Fire, está bombando na web. Mas as imagens vão além da diversão: fazem parte de uma pesquisa da Universidade da Califórnia em Santa Cruz, nos Estados Unidos, publicada nesta semana na revista científicaJournal of Comparative Psychology. O animal do vídeo é fêmea, se chama Ronan e é o primeiro mamífero não humano a comprovar capacidade de seguir um ritmo. Até o momento, se sabia apenas que os animais com talentos para imitar vozes, como os papagaios, possuíam essa aptidão rítmica. Mas Ronan balança a cabeça direitinho no ritmo da música. A descoberta foi feita por Peter Cook, estudante de pós-graduação em psicologia da universidade, e por Andrew Rouse, pesquisador do laboratório onde ocorreu a pesquisa, o Pinniped Cognition and Sensory Systems Lab, responsável por estudar os sistemas de cognição de mamíferos aquáticos. Eles treinaram o animal para que ele mexesse a cabeça exatam…