Pular para o conteúdo principal

Mulher e criança espancam filhote de cachorro em Porto Alegre - RS

Compilados em 10 minutos e 36 segundos de gravação, quatro vídeos postados na internet no sábado chocam pelo conteúdo: com uma criança no colo, uma mulher agride o cachorro da família e estimula o filho a fazer o mesmo, a pontapés, na sacada de um condomínio da Zona Norte de Porto Alegre.
As imagens foram feitas por um vizinho da agressora na sexta-feira. Intrigado com o choro incessante do poodle toy filhote adotado pela família dias antes, ele usou o celular para registrar as agressões.
— Cheguei em casa por volta do meio dia. A primeira gravação foi pouco depois das 13h. A cada meia hora, ele começava a chorar de novo. Fui bem cauteloso para conseguir filmar sem que ela me visse. A última gravação foi feita pelas 16h, quando ela deixou o cachorro desacordado na sacada e foi pedir ajuda — conta.




Durante as gravações, ouve-se a voz da mulher ironizando o gosto por animais e expulsando o cão de dentro de casa — algumas agressões reproduzidas pelo filho mais velho, que aparece atirando o filhote no chão e o chutando contra a parede.
Por duas vezes, o cachorro surge deslizando da porta de casa até o muro da sacada. Pouco após sete minutos da gravação postada na internet, a mulher diz para o filho:
— Todos os cachorros, todos os bichos que tu vê na rua, a gente não trata bem, a gente vai lá e bate. Escutou?
Segundo vizinhos, após a agressão, a mulher saiu com as duas crianças do apartamento e dirigiu-se à portaria do prédio pedindo socorro. Chorando, teria relatado estar preocupada com o estado de saúde do cachorro.
Preocupados com o animal, três moradores do condomínio o retiraram da sacada da mulher. O cão foi devolvido à família até a chegada do síndico, que convenceu o marido da agressora a entregá-lo.
Dono de uma clínica veterinária, o síndico ficou com o animal na noite de sexta-feira e o levou para exames no dia seguinte. De acordo com o empresário, o animal passa bem.
— O dono entendeu que a mulher não tinha condições de ficar com o animal. Teve um ato consciente, entregou o cachorro com carteirinha de vacinação, inclusive. Apesar das imagens fortes, ele não tinha fraturas externas, nem internas. Fizemos os exames e o deixamos ele em observação durante todo o dia — conta.
Depois de passar o dia na clínica veterinária, o cachorro foi adotado pelo subsíndico do prédio. O caso foi levado à Polícia Civil e à Secretaria Especial de Direitos Animais (Seda).
A secretária especial de Direitos Animais, Regina Becker, diante da presença das crianças no vídeo, o Conselho Tutelar foi acionado para verificar a possibilidade de afastamento do convívio de mãe e filhos.
Segundo relato de uma vizinha, a mulher deixou o apartamento de cabeça coberta, com duas malas, o marido e os dois filhos por volta das 18h.

O subsíndico Bruno Campelo o resgatou. "Quando eu vi ele desmaiado, coloquei a mão entre as grades e o puxei. Fiz o que fiz para salvar o filhote". Neste domingo (12), ele já estava bebendo água e se alimentando sozinho. Além do novo lar, ele ganhou novo nome: Rossi. 











Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'A FAZENDA' THIAGO GAGLIASSO VOLTA A BATER NAS CABRAS - OUTRA PUNIÇÃO

Abaixo trechos onde fica explícito o desprezo, o abuso e o desrespeito pelos animais. Olha uma de suas frases:
- não posso te agredir, mas, posso te agredir verbalmente....
No final da votação, debochando, ele se dirige "aos criadores de cabra" pedindo desculpas e avisa que amanhã teria uma reunião com todas elas.
O diretor do programa disse, em entrevista, que agressão aos animais daria expulsão. O que falta além da confissão do tal participante? Será que é porque o Thiago já veio marcado para ganhar por ser cunhado do auditor do referido programa? Quem falou foi ele mesmo, gente!

Fonte: O Grito do Bicho
Voltar ao Blog do Orion de Sá

ERGONOMIA - CADEIRA DE RODAS PARA CÃES AMIGO

Nir Shalom, um designer industrial israelense, criou esse cadeira de rodas que permite que o cão tenha mais liberdade em seus movimentos, além de mais conforto. Apresentada no mês passado em Milão. A cadeira se encaixa no quadril do cão e permite que ele consiga se deitar, correr e sentar.
Voltar ao Blog do Orion de Sá

DIGA NÃO A LEGALIZAÇÃO DA CAÇA! DIGA NÃO AO RETROCESSO!

Recentemente estamos vivendo no nosso país uma série de retrocessos, que vão contra toda a luta pelos direitos dos animais até hoje. Proibida desde 1967, a caça de animais silvestres na verdade, nunca deixou de existir no Brasil e esse é um dos principais fatores que levam à extinção de várias espécies ameaçadas. Mas um projeto tramita na Câmara dos Deputados prevê a regulamentação do exercício de caça no país. Trata-se do Projeto de Lei 6268/16 de autoria do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), membro da bancada ruralista. O projeto anula a Lei de Proteção à Fauna (Lei 5.197/67), que proíbe o exercício da caça profissional. Defensores do projeto de lei justificam que é preciso conter algumas espécies, pois são consideradas invasoras e oferecem perigos ao ecossistema. O projeto de lei também retira da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98) o agravamento até o triplo da pena de detenção de seis meses a um ano, e multa, por matar, perseguir, caçar, apanhar ou utilizar animais sem licenç…