Pular para o conteúdo principal

Câmara de Vereadores aprova em primeira votação projeto que acaba com charretes em Paquetá

Segunda votação será realizada na semana que vem

Projeto foi apresentado após denúncias de maus tratos na 
Ilha de Paquetá 

Carlos Ivan / Agência O Globo

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou nesta quinta-feira, em primeira discussão, o projeto de lei 144/2013, de autoria dos vereadores João Ricardo (Solidariedade) e Eliseu Kessler (PSD), que proíbe o uso veículos de tração animal na Ilha de Paquetá. De acordo com João Ricardo, na próxima terça-feira será feita uma discussão mais aprofundada a respeito do tema:

— Estou feliz com a aprovação nesta primeira instância, mas acredito que a discussão na segunda votação será mais acirrada — afirma o vereador.

João Ricardo não descarta que seja dada uma alternativa ao projeto, para que não seja proibida a circulação de charretes pela cidade. O texto foi motivado por um caso de maus tratos registrado no dia 27 de março de 2013. No dia, um cavalo, após ser maltratado por seu proprietário, foi apreendido na Ilha de Paquetá. Quatro dias depois o animal morreu devido aos ferimentos.

— Casos deste tipo se repetem há anos — conta João Ricardo.

De acordo com a vereadora Laura Carneiro (PTB), que presidia a sessão e se posicionou contra o projeto de lei, uma alternativa à proibição precisa ser encontrada. Ela, porém, concorda que os animais na ilha sofrem com maus tratos.

— Acabar com as charretes em Paquetá não vai resultar em tratamento digno aos animais —, diz Laura.

A vereadora lembra que no bairro os moradores possuem como meio de transporte apenas ecotáxis, bicicletas e charretes. Laura afirma que irá trabalhar em uma emenda ao projeto.


Fonte: O Globo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'A FAZENDA' THIAGO GAGLIASSO VOLTA A BATER NAS CABRAS - OUTRA PUNIÇÃO

Abaixo trechos onde fica explícito o desprezo, o abuso e o desrespeito pelos animais. Olha uma de suas frases:
- não posso te agredir, mas, posso te agredir verbalmente....
No final da votação, debochando, ele se dirige "aos criadores de cabra" pedindo desculpas e avisa que amanhã teria uma reunião com todas elas.
O diretor do programa disse, em entrevista, que agressão aos animais daria expulsão. O que falta além da confissão do tal participante? Será que é porque o Thiago já veio marcado para ganhar por ser cunhado do auditor do referido programa? Quem falou foi ele mesmo, gente!

Fonte: O Grito do Bicho
Voltar ao Blog do Orion de Sá

ERGONOMIA - CADEIRA DE RODAS PARA CÃES AMIGO

Nir Shalom, um designer industrial israelense, criou esse cadeira de rodas que permite que o cão tenha mais liberdade em seus movimentos, além de mais conforto. Apresentada no mês passado em Milão. A cadeira se encaixa no quadril do cão e permite que ele consiga se deitar, correr e sentar.
Voltar ao Blog do Orion de Sá

DIGA NÃO A LEGALIZAÇÃO DA CAÇA! DIGA NÃO AO RETROCESSO!

Recentemente estamos vivendo no nosso país uma série de retrocessos, que vão contra toda a luta pelos direitos dos animais até hoje. Proibida desde 1967, a caça de animais silvestres na verdade, nunca deixou de existir no Brasil e esse é um dos principais fatores que levam à extinção de várias espécies ameaçadas. Mas um projeto tramita na Câmara dos Deputados prevê a regulamentação do exercício de caça no país. Trata-se do Projeto de Lei 6268/16 de autoria do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), membro da bancada ruralista. O projeto anula a Lei de Proteção à Fauna (Lei 5.197/67), que proíbe o exercício da caça profissional. Defensores do projeto de lei justificam que é preciso conter algumas espécies, pois são consideradas invasoras e oferecem perigos ao ecossistema. O projeto de lei também retira da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98) o agravamento até o triplo da pena de detenção de seis meses a um ano, e multa, por matar, perseguir, caçar, apanhar ou utilizar animais sem licenç…