Pular para o conteúdo principal

Copa do Mundo: Recomendações para minimizar o sofrimento dos animais com fogos de artifício

A Copa do Mundo é um momento bastante aguardado, mas para os peludos pode ser um grande estresse por conta da quantidade de fogos de artifício. 















É fato que a audição de cães e gatos é muito mais sensível que a nossa. Além de aterrorizar esses indefesos, fogos podem ainda causar fugas e acidentes graves. Você, guardião responsável, pode e deve minimizar esses efeitos e prevenir esses riscos.



Siga as recomendações:

1. Coloque uma plaqueta de identificação na coleira com o número do seu telefone (residência e celular), um verdadeiro ‘bilhete de volta’ no caso de fugas. A coleira do gato deve ser elástica, para evitar enforcamentos ao se prender a galhos ou outro objeto. O microchip é uma identificação perfeita e definitiva, mas não elimina o uso da plaqueta.

2. Verifique se muros, cercas e portões encontram-se em bom estado e são suficientes para impedir fugas, mesmo que o animal esteja apavorado. Antes dos jogos, acomode o bicho em um ambiente o mais protegido possível dos barulhos, dentro de casa ou em área externa, livre de perigos.

3. Nunca deixe seu cão preso em corrente. Na hora do pânico ele pode se machucar e até se enforcar. Se tiver mais de um, evite deixá-los juntos por precaução. Excitados pelo barulho, eles podem brigar e se ferir gravemente.

4. Dê alimentos leves antes dos fogos, evitando os distúrbios digestivos provocados pela agitação e pelo pânico.

5. Se mora em apartamento, verifique se as telas de proteção estão firmes e seguras. Se não tiver tela, jamais deixe as janelas abertas, sobretudo se você tem gatos e não estiver em casa na hora do jogo.

6. Antes do jogo, aproxime seu animal da TV ou do aparelho de som e, aos poucos, vá aumentando o volume para que ele se acostume com o som alto.

7. Apesar de desconfortáveis, tampões de silicone ou algodão podem ser utilizados, mas retirados imediatamente, assim que o barulho cessar.

8. Saia para passear, correr e brincar várias vezes com o seu cão no dia do jogo. Ele estará mais cansado durante a queima de fogos e o medo dos rojões será menor. Quando a queima de fogos estiver acontecendo, pegue um brinquedo que ele goste, um petisco e tente deixá-lo bem relaxado.

9. Para os gatos, procure criar um cantinho só para eles, fazendo tocas com cobertores para aumentar a sensação de proteção. Abra portas de armários e deixe os lugares que eles gostam acessíveis, além de água, comida e areia próximos.

10. Consulte um veterinário para saber sobre medicações que podem tranquilizar seu bichinho. Muitas pessoas utilizam essências extraídas de flores silvestres, conhecidos como Florais, em especial um chamado ‘Rescue’. Segundo elas, isso ajuda no equilíbrio das emoções, um recurso válido e sem contra indicações. A homeopatia também tem substâncias calmantes que podem ser utilizadas. Mas lembre-se: nunca dê medicamentos ao seu cão ou gato sem indicação médica!

Fonte: Arca Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'A FAZENDA' THIAGO GAGLIASSO VOLTA A BATER NAS CABRAS - OUTRA PUNIÇÃO

Abaixo trechos onde fica explícito o desprezo, o abuso e o desrespeito pelos animais. Olha uma de suas frases:
- não posso te agredir, mas, posso te agredir verbalmente....
No final da votação, debochando, ele se dirige "aos criadores de cabra" pedindo desculpas e avisa que amanhã teria uma reunião com todas elas.
O diretor do programa disse, em entrevista, que agressão aos animais daria expulsão. O que falta além da confissão do tal participante? Será que é porque o Thiago já veio marcado para ganhar por ser cunhado do auditor do referido programa? Quem falou foi ele mesmo, gente!

Fonte: O Grito do Bicho
Voltar ao Blog do Orion de Sá

ERGONOMIA - CADEIRA DE RODAS PARA CÃES AMIGO

Nir Shalom, um designer industrial israelense, criou esse cadeira de rodas que permite que o cão tenha mais liberdade em seus movimentos, além de mais conforto. Apresentada no mês passado em Milão. A cadeira se encaixa no quadril do cão e permite que ele consiga se deitar, correr e sentar.
Voltar ao Blog do Orion de Sá

DIGA NÃO A LEGALIZAÇÃO DA CAÇA! DIGA NÃO AO RETROCESSO!

Recentemente estamos vivendo no nosso país uma série de retrocessos, que vão contra toda a luta pelos direitos dos animais até hoje. Proibida desde 1967, a caça de animais silvestres na verdade, nunca deixou de existir no Brasil e esse é um dos principais fatores que levam à extinção de várias espécies ameaçadas. Mas um projeto tramita na Câmara dos Deputados prevê a regulamentação do exercício de caça no país. Trata-se do Projeto de Lei 6268/16 de autoria do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), membro da bancada ruralista. O projeto anula a Lei de Proteção à Fauna (Lei 5.197/67), que proíbe o exercício da caça profissional. Defensores do projeto de lei justificam que é preciso conter algumas espécies, pois são consideradas invasoras e oferecem perigos ao ecossistema. O projeto de lei também retira da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98) o agravamento até o triplo da pena de detenção de seis meses a um ano, e multa, por matar, perseguir, caçar, apanhar ou utilizar animais sem licenç…