Pular para o conteúdo principal

Carroceiros já entregaram 101 cavalos em Porto Alegre - RS

Adesão de condutores de carrinhos é maior desde o início do trabalho de busca ativa nas ruas

Quem entrega seu animal ganha uma indenização de R$ 1,5 mil
(Foto: João Mattos/JC)
O processo que visa à restrição da circulação de carroças e carrinhos de tração humana em Porto Alegre até junho de 2015 tem ganhado adesão dos carroceiros e carrinheiros. O número de cavalos recebidos pela prefeitura subiu de 26, em abril, para 101, em setembro. Além disso, desde maio não há registro de animais encontrados em situação de maus-tratos.

Os condutores de carrinhos guiados por tração animal ou humana, que entregam seus veículos voluntariamente, ganham uma indenização de R$ 1,5 mil ou R$ 200,00, respectivamente. Os cavalos ficam em um abrigo da Empresa Pública de Transporte e Circulação, no bairro Lami, na zona Sul de Porto Alegre. Na área de 20 hectares eles recebem tratamento e ficam disponíveis para adoção.

Segundo Fernando Mello, coordenador do programa Todos Somos Porto Alegre (conjunto de ações para reinserir carroceiros e carrinheiros em outras áreas de trabalho), a adesão é maior desde o início da atuação de agentes para busca ativa, no começo de setembro. Foram contratados e capacitados 33 profissionais para fazer a abordagem na rua, criar um vínculo com eles e os acompanhar até que entrem em uma vaga de trabalho.

“Vimos que alguns carroceiros e carrinheiros tinham problemas de autoestima, de readaptar seus horários, de se incluir nos projetos. Eles tinham medo de entregar seu instrumento de trabalho e não conseguirem se recolocar. Agora, se sentem muito mais seguros”, afirma Mello.

Os 33 agentes atuam nas zonas 1 (cruzamento das avenidas Edvaldo Pereira Paiva e Ipiranga, até a Antônio de Carvalho, passando pela Bento Gonçalves e terminando no limite com Viamão) e 2 (Eixo Baltazar, Leste, Nordeste, Noroeste e Norte), onde já está proibida a circulação de carroças e carrinhos. Outras 27 pessoas serão contratadas no ano que vem para realizar a abordagem e a criação de vínculos nas zonas 3 (Humaitá e Navegantes) e 4 (Arquipélago e Centro).

A meta da prefeitura é qualificar 500 pessoas até o final do ano para trabalhar em unidades de reciclagem na Capital. “Imaginamos que eles gostariam de continuar atuando como recicladores, por isso investimos nesse tipo de curso profissionalizante”, aponta o coordenador. Por enquanto, 270 qualificações já ocorreram e 106 estão em andamento. De acordo com o cadastro do município, 2,3 mil pessoas já manifestaram estarem dispostas a deixar de ser carroceiro ou carrinheiro e mudar de profissão.

Onze unidades de reciclagem passarão por reparos em suas estruturas ainda em outubro, a fim de empregar ex-carroceiros e ex-caminheiros. Uma vistoria foi realizada em cada local e a prefeitura disponibilizou R$ 350 mil para essas obras, em torno de
R$ 30 mil por unidade. Depois dessa etapa, será feita uma melhoria mais profunda, focando no aperfeiçoamento do processo, para que os profissionais que trabalham nesses centros aumentem suas rendas, que são calculadas conforme a produção de cada um. Hoje, os ganhos são de R$ 600,00 a R$ 700,00. O objetivo é subir esse valor para entre R$ 800,00 e R$ 900,00.

A Braskem destinou um investimento de R$ 450 mil para a confecção de um estudo técnico sobre essas melhorias, que está em fase de conclusão. A estimativa de Mello é que essas reformas sejam iniciadas até o final do ano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

'A FAZENDA' THIAGO GAGLIASSO VOLTA A BATER NAS CABRAS - OUTRA PUNIÇÃO

Abaixo trechos onde fica explícito o desprezo, o abuso e o desrespeito pelos animais. Olha uma de suas frases:
- não posso te agredir, mas, posso te agredir verbalmente....
No final da votação, debochando, ele se dirige "aos criadores de cabra" pedindo desculpas e avisa que amanhã teria uma reunião com todas elas.
O diretor do programa disse, em entrevista, que agressão aos animais daria expulsão. O que falta além da confissão do tal participante? Será que é porque o Thiago já veio marcado para ganhar por ser cunhado do auditor do referido programa? Quem falou foi ele mesmo, gente!

Fonte: O Grito do Bicho
Voltar ao Blog do Orion de Sá

ERGONOMIA - CADEIRA DE RODAS PARA CÃES AMIGO

Nir Shalom, um designer industrial israelense, criou esse cadeira de rodas que permite que o cão tenha mais liberdade em seus movimentos, além de mais conforto. Apresentada no mês passado em Milão. A cadeira se encaixa no quadril do cão e permite que ele consiga se deitar, correr e sentar.
Voltar ao Blog do Orion de Sá

DIGA NÃO A LEGALIZAÇÃO DA CAÇA! DIGA NÃO AO RETROCESSO!

Recentemente estamos vivendo no nosso país uma série de retrocessos, que vão contra toda a luta pelos direitos dos animais até hoje. Proibida desde 1967, a caça de animais silvestres na verdade, nunca deixou de existir no Brasil e esse é um dos principais fatores que levam à extinção de várias espécies ameaçadas. Mas um projeto tramita na Câmara dos Deputados prevê a regulamentação do exercício de caça no país. Trata-se do Projeto de Lei 6268/16 de autoria do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), membro da bancada ruralista. O projeto anula a Lei de Proteção à Fauna (Lei 5.197/67), que proíbe o exercício da caça profissional. Defensores do projeto de lei justificam que é preciso conter algumas espécies, pois são consideradas invasoras e oferecem perigos ao ecossistema. O projeto de lei também retira da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98) o agravamento até o triplo da pena de detenção de seis meses a um ano, e multa, por matar, perseguir, caçar, apanhar ou utilizar animais sem licenç…